Postagens

Mostrando postagens de Março, 2021

Taura Macho de Passo Fundo

Imagem
  Esses dias minha mulher estava assistindo futebol feminino e disse que aquilo parecia futebol masculino em câmera lenta. Não gosto de futebol, não entendo nada de futebol, não é minha área, e como qualquer opinião que eu desse naquela hora eu iria dormir no sofá mesmo, resolvi ficar quieto. Como já dizia o velho deitado: em boca fechada não sai mosca. Topei então com um artigo¹ no Universa onde a técnica de futebol feminista Lindsay Camila, duas copas Libertadores e primeira mulher a comandar um time brasileiro campeão sul-americano, está de mimimi porque os machos ficam de mansplaining e têm a audácia misógina de querer ensiná-la como treinar um time. Bem, sou capivarólogo, atualmente fazendo um pós-denturado em lacraiologia esclerosada, portanto feminista falando asneira é minha área. Não fico quieto agora nem que tenha que passar uma semana no sofá, então vai ter cartão vermelho sim. Técnica de futebol feminista é como técnico homem, só que com cérebro em câmera lenta. Leva uma et

No Time to Woke

Imagem
  Ao que parece, Hollywood apertou seu fifi woke com força e remodelou o novo James Bond - No Time to Die - que sai em outubro deste ano. Inicialmente alardeado como sendo um 007 mulher negra, é visível que esse não vai ser o caso. A trama inicial, porém, está mantida: Bond sai da aposentadoria para mais uma missão e encontra Lashana Lynch como 007 no seu lugar. Pelo que se pode ver no trailer¹, se é que é fiel ao filme, Lashana não é a protagonista principal, mas apenas uma coadjuvante, então o que temos é só mais um Bond com Daniel Craig, não uma 007 black power como originalmente prometido. Muitos enxergam na cultura woke que infecta Hollywood hoje um fenômeno ideológico. Os empresários do cinema estariam dispostos até mesmo a fritar dinheiro em nome da reengenharia social. O problema é que não acredito em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, nem muito menos em tubarão ideólogo. Agenda ideológica de empresário é dinheiro, então seja lá o que estejam fazendo, pode ter certeza que o objet

Eu Pirralho

Imagem
  Desorientação mental causada por narcisismo culturalmente induzido é uma condição tratável, embora seja difícil convencer o narcisista de que há algo errado com ele, logo ele, aquele ser de luz, o alecrim dourade, o the future is female das galáxias. Não é possível a menina que Ana foi estar orgulhosa do seu progresso pois ela não existe mais. Pelo visto não só não houve progresso como a coisa involuiu. Seja como for, mesmo que a menina que Ana já foi pudesse emitir opinião, seria uma opinião obtusa. Afinal, para ter resultado nisso aí, a pirralha de ontem não devia ser muito brilhante. Provavelmente lá atrás já era possível prever que ia dar caquinha. Dito e feito. Virou feminista. Sou do tempo em que os pirralhos tinham mais noção. Todos sabiam, ou ao menos desconfiavam, que na idade adulta iriam se transformar em algo que eles não iriam aprovar. A gente ouvia Legião Urbana, então era impossível ser desinformado: seus pais são o que você vai ser quando você crescer. Aquilo era dese

Curto Pinto da Pintocurtolândia

Imagem
  Há várias maneiras de mentir contando a verdade. Uma delas é se comunicar com frases que têm duplo sentido. Evidente que uma mulher apaixonada é capaz de suportar um pinto minúsculo, mas uma mulher que não está apaixonada vai suportar um tiquinho facilmente também, então essa informação não serve para porcaria nenhuma.  Se sua paixão é verdadeira mesmo, quero ver é suportar o Jonah Falcon. Com 34,29 cm de pênis certificados pelo Guiness World Records, ele é dono da segunda maior chonga da galáxia. É muita rola. Esse é ticudo. Definitivamente não é daqueles heróis da Pintocurtolândia que deixam a mulher sem saber o que fazer. Não sabe se ri, se chora, se sai correndo, se pede uma pizza, etc. Sabe o que uma mulher diz quando está com um pinto grande na mão? Pois então. Pergunte para o Falcon. Se ele não souber, ninguém mais sabe. Jonah adora passear por aí com esse shortinho colante. A princípio era pra ser uma bermuda, mas como o bráulio quase sai pra fora, vira um shortinho. Ele faz

Cafapix

Imagem
  Não me dê flores, me dê respeito sempre foi um slogan cafajeste. Ele sugere que homens, justo aqueles que lembram de você e têm apreço por você a ponto de dar-lhe uma flor para demonstrar isso, não lhe dão respeito. Chutar alguém que está te dando um mimo e desejando o seu bem, ao que me consta, é bem cafajeste. O que pode ser mais cafajeste do que cuspir em um inocente que inocentemente te estende uma gentileza inocente só porque ele não nasceu mulher? Mulheres não dando respeito a outras mulheres está cheio por aí, mas não é por isso que a cafajeste vai pedir respeito e não flores ao receber flores de uma mulher. Isso seria falhar em ser feminista, digo, cafajeste, algo que cafajestes não conseguem fazer.  Quando você é cafajeste, é normal o desejo de se reinventar, de evoluir na sua cafajestice. A nova onda no momento, pelo que se pode ver por aí, é não me dê flores, me dê um pix. Bastante cafajeste. Flores nunca foram o problema, dar a flor ao invés de respeito nunca foi o proble

Ji-Hae Park

Imagem
  Nem todo texto feminista é tóxico. Há algumas exceções, como o artigo do Universa¹ que aborda a admiração entre homens para concluir que mulheres devem admirar o que outras fazem e pedir a homens que façam o mesmo. Fofinho, mas ordinário. O texto falha em entender o mais básico sobre a natureza humana, falha até mesmo em entender o que há no mundo que é merecedor de admiração, portanto nada há de admirável nele, a não ser por sua admirável ingenuidade. Homens não admiram falos, mas o que outros homens podem criar. Essa admiração é assexuada e não é destinada a todos, mas somente aos indivíduos capazes de produzir algo digno de nota. Criar é sublimar-se. A obra é o que transcende o indivíduo, então pretender reduzir a obra de alguém aos seus genitais ou qualquer outro aspecto da sua identidade, é diminuir a obra, e, por consequência, o autor. Se é necessário inserir uma genitália em algo para que tenha valor, então aquilo não tem valor em si. Não seria exatamente isso que feministas p

Till Death Set Us Apart

Imagem
  A insistência em rotular homens como homoafetivos nada mais é do que bullying e shaming, um reflexo da misandria dos tempos atuais, que em última análise é explicada pelo ressentimento das mulheres com sua completa incapacidade de cumprir sua diretiva cultural de ser tudo o que homens são e fazer tudo que homens fazem, posto que sofreram lavagem cerebral para acreditar que são clones de homens com genital trocado. Tal crença invariavelmente vai causar dor, desorientação e déficits de autoestima. Um pinguim que acredita ser uma gaivota de asas curtas jamais vai viver em paz com sua natureza. Afeto, por definição, não possui conotações sexuais, embora possa existir em relações baseadas em sexo. Não amamos com os genitais, embora possamos fazê-lo. Ao que me consta, o gênero que tem dificuldade de separar afeto de sexualidade não é o masculino, como podemos comprovar com o livro Como sair com Homens quando Você Odeia Homens¹, um manual que pretende ajudar a misândrica mulher moderna a li

Trasnpreso é preso. Get over it.

Imagem
  O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, conseguiu mais um avanço na direção da igualdade de gênero determinando que transexuais com identidade de gênero feminino¹ possam cumprir pena em presídios femininos. A medida garante que mulheres cis também vão poder ser estupradas nos presídios femininos, um direito disponível somente a homens nos presídios masculinos até o momento. Apelou o ministro aos princípios constitucionais do direito à dignidade humana, à autonomia, à liberdade, à igualdade, à saúde, e da vedação à tortura e ao tratamento degradante e desumano. Apelar ao principio constitucional da autonomia e liberdade para decidir sobre indivíduos sentenciados à pena privativa de liberdade é meio estranho, mas dignidade humana e igualdade são pertinentes. Presídios masculinos são locais onde dignidade humana é artigo de luxo, então diminuir a dignidade humana em presídios femininos é uma forma de fazer do mundo um lugar mais igual. Tratamento degradante e desumano também parecem se

Venn para Relacionamentos

Imagem
  Esse diagrama de Venn sobre vantagens em relacionamentos para homens é trans. Parece que é, mas vem com surpresinha. Status não faço ideia do que está fazendo na intersecção, já que é um item que pertence exclusivamente à mulher. Se a mulher e o homem têm o mesmo status, nada muda para os dois, e como mulheres não casam abaixo, não há transferência de status. Ainda que façam isso, a transferência é duvidosa, e o status pode inclusive diminuir. Dúvidas e reclamações, favor entrar em contato com o Namorado da Ótima Bernardes. Temos também suporte emocional na intersecção. Outro item duvidoso. Receber suporte emocional não é item disponível para homens em relacionamentos, então não conte com essa galinha dentro do ovo. Homens estão obrigados a dar suporte emocional, mas não têm direito a carências emocionais ou fragilidades em relacionamentos. Assim que a que sua fragilidade se tornar prioridade, você não é mais prioridade. Sobrou então sexo. Mais um item que foi corrompido pela moderni

Bovinos Chifrudos

Imagem
Uma tropa de bois chifrudos está inconsolável após ter sido tapeada por uma falsificação de vaqueira¹ feita por um japa estelionatário, desmascarado no Japão ao tentar passar xerecard falso para conseguir likes no Instagram. Insatisfeito por ter nascido homem e não ter direito a toneladas de likes de otários só para posar em fotos, um motociclista de 50 anos decidiu trapacear com um app de adulteração de lataria para ficar com um aspecto mais comível e atrair tráfego de bovinos que gastam tempo nas redes sociais mugindo de graça para vaqueiras em troca de nada além do prazer de ser um gado de valor. Vaqueiras, também conhecidas por digital influencers de boiada, também fazem uso de apps de desembarangamento digital e outros recursos analógicos para tapear mugidores chifrudos e conseguir fazer o gado pastar em maior quantidade. O problema é que ser tapeado por uma falsificação de vaqueira não dá direito a mugecoins que os comedores de pasto usam para subir no ranking da boiada. Mugecoin

Mulher não Gosta de Homem

Imagem
O impacto de um homem que não reproduz masculinidade. Falei que sou sensível, romântico, querido, atencioso, amoroso, generoso, gentil, frágil, delicado, dedicado, que eu lavo, passo, cozinho, cuido da casa, acho o clitóris, me depilo e faço as sobrancelhas, e mesmo assim a menina não parava de dar em cima de mim. Aí ela descobriu que não tenho emprego, que não tenho carro nem grana, que ela ia ter que pagar Uber, restaurante e motel e ela parou, kkkk! Mulher não gosta de homem, e sim de masculinidade.

Confia

Imagem
  De acordo com capivaretes arteiras, supostamente a ciência está fazendo pílulas anticoncepcionais para o gênero errado, pois homens podem engravidar 9 mulheres por dia durante 9 meses, perfazendo um total de 2.430 pacotinhos, enquanto no mesmo período a mulher pode fabricar apenas um. Anticoncepcionais são um problema tecnológico, então perguntar por que existem contraceptivos para mulheres e não homens é o mesmo que perguntar por que existe tecnologia de produção de energia via fissão nuclear ao invés de fusão nuclear, mas essa não é a questão aqui.  O fato é que há várias coisas erradas com esse raciocínio de que contracepção deveria ser focada no homem, e uma delas é que ele expõe a alergia à responsabilidade da mulher moderna, que recusa-se a responsabilizar-se com o que acontece até mesmo com o seu próprio corpo. Aparentemente homens são os responsáveis por transformar a realidade  em um parque de diversão para meninas, uma espécie de Disneychonga, onde capivaretes arteiras pode

Andrea Sugar

Imagem
  No mundo há o Yin e o Yang, a causa e o efeito, ação e reação, feminine e masculine, sol e lua e várias outras duplas que se completam, como a p00t@ e o milionário. P00t@s tinham mais classe e dignidade no passado, especialmente as de alto padrão. Eram cultas, finas, inteligentes, socialmente desenvoltas, daquelas que você podia levar a um jantar com os amigos, apresentar como sua namorada e ninguém jamais iria desconfiar que ela locava o parquinho por temporada. Tudo isso é passado, um tempo de glória que não volta mais. As p00t@s agora estão virando feministas, como Andrea Heinz, do tweet abaixo. Heinz é uma sugar p00t@ que arranjou um sugar pato que lhe oferece viagens, estadia em hotéis de luxo, restaurantes chiques, grana para torrar no shopping mais spa grátis para se recompor de toda essa sofrida atividade. A dura verdade é que nada disso foi de graça, já que o sugar pato é um agente do patriarcado que está ali com intenções escusas. Ele não deu todas essas coisas a ela porque

Superflex

Imagem
  A ciência de gênero está sempre avançando, então a última novidade que está sendo bastante comentada é o superstraight, que em tradução livre para o brazuquês seria o superhetero. No passado foi extensamente discutida a questão da orientação sexual de homens que transam com mulheres trans. Ao se declarar hetero por estar transando com uma mulher trans, você é homofóbico, pois negou-se a ser gay. Caso decida ser gay por estar transando com ume menine com pênis feminino, você é transfóbico. Essa discussão surgiu natimorta, já que qualquer um que entenda de hierarquia vitimológica LGBTQ+ já estava em condições de prever que o veredito seria transfobia. Quem transa com mulher trans, que é do gênero feminino, é hetero, portanto se você se declara gay ao transar com mulher trans ou não quer transar com mulher trans só porque ela tem um pênis feminino, você é transfóbico. Evidente que ninguém sequer suspeitava que vários paradoxos problemáticos iriam surgir desse veredito. De imediato temos

Iara Dupont

Imagem
Feminismo não é o que é hoje por acaso. Todas as ideias que ouvimos na cultura pop foram fabricadas por lacraias peludas extremamente perturbadas martelando suas teses lunáticas por décadas a fio na Academia. Iara Dupont não é uma acadêmica, mas só não está brilhando em departamentos diHumanas pois, por acaso do destino, não escolheu a cátedra para propagar suas teorias. Talento é o que não lhe falta: borderline, esquizofrênica, completamente desconectada da realidade, cheia de neuroses, incapaz de pensar logicamente, espatifada violentamente no the wall e com muita vontade de odiar macho, Dupont tem todas as virtudes necessárias para ser uma lacraia top influente no meio acadêmico. Não ter escolhido o caminho da erudição peluda, entretanto, não a impediu de brilhar na lacraiosfera com classe e sofisticação.  Sua página no Face, com milhões de seguidores, foi recentemente derrubada, embora ela ainda esteja em atividade no Instagram, onde tem cerca de 28 mil seguidores. Ter sido derruba

Duplo Padrão de Adultério

Imagem
  O duplo padrão de adultério nunca existiu, mas hoje temos o duplo padrão de gênero, onde nossa sociedade aprendeu a julgar homens e mulheres com dois pesos e duas medidas, um draconiano para meninos, a incarnação do mal, e outro benevolente para meninas, a encarnação da virtude. O correto então é incarnar ou encarnar? Tanto faz, as duas grafias estão corretas, mas o que importa é que a imagem do homem como ser pervertido e a da mulher como ser puro provavelmente sempre existiu, o que significa que sexismo sempre esteve entre nós, já que nem homens são demônios, nem mulheres são anjos. Nunca existiu regra social de que homens podem trair, mas mulheres não. Para ambos era uma transgressão, embora a traição feminina tivesse peso maior, pois na ausência de contraceptivos há o risco de engravidar de outro homem dentro de um laço matrimonial, cujo desfazimento não era a Disneylândia que é hoje. Também não existiam testes de DNA, portanto incontáveis homens devem ter ido para o túmulo com a

Meninas Sinceras

Imagem
  É inacreditável que existem mulheres tentando passar o imbróglio de que até 2012 amizades com homens eram bem melhores e mais sinceras, momento em que algum evento de proporções cataclísmicas deve ter ocorrido, alterando de forma radical a natureza do Cosmos. Mas o que poderia ter sido? Difícil dizer, mas, por coincidência, 2012 foi o ano em que o Facebook ultrapassou o Orkut¹ e se tornou a rede social mais acessada no Brasil.  Desde então a quantidade de mentiras, fake news, lorotas, asneiras e outras coisas sem noção que lacraias peludas publicam vem aumentando de forma estratosférica. Já era ativo no mundo digital bem antes disso, então sou testemunha do testemunho de Filosophia. Naquela época a quantidade de mentiras que feministas contavam era absurdamente menor. Alguns dirão que a causa é o Facebook, mas isso está incorreto. Não fosse pelo Zuck e suas zuckadas, feministas hoje estariam conseguindo publicar um número de lorotas bem maior. Filosophia até tentou, mas graças à soro

A Tagarela sem Voz

Imagem
  Conforme Dunning & Kruger, quando você é jumento, não sabe que é jumento, então quem sofre são os outros. Com feministas a situação é parecida, só que que o sofrimento é bem maior. Amanda Audi se despediu do Intercept Brasil - que produziu o fake news da mamadeira de piroca culposa de Mari Ferrer - em matéria¹ onde relata uma situação pessoal delicada sobre a qual estava impedida judicialmente de falar. O fato é que Amanda Audi foi sordidamente estuprada à força contra sua vontade no seu apê pelo violador de consentimento Alexandre Andrada, professor da UnB e colunista do Intercept. De acordo com a Folha², que noticiou o caso, a denúncia foi varrida para baixo do tapete pelo Ministério Público. Indignada com o ocorrido, Amanda tagarelou sua história com detalhes no periódico Plural³, onde descobrimos que ela teve sua voz silenciada. Aqui eu deveria me perguntar como sua voz foi silenciada se ela está colocando a boca no trombone no Plural com requintes sinfônicos, mas como o sofr