Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2020

Dilma e o Machismo

Imagem
Dilma subiu ao poder à la Tatcher. Ministra da Casa Civil do governo Lula, era a alternativa natural e mais viável do PT para receber o bastão do sapo barbudo. Ser mulher não era fato relevante. O que Dilma possuía na manga era seu passado político, que tinha no currículo inclusive estrepolias gerrilheiras subversivas da época da ditadura. Uma legítima militante companheira Che Que Varoa, tudo que era necessário para representar a bandeira petista e emplacar naquele cenário político. A esquerda brasileira era, até então, outra coisa.  O PT tinha subido com Lula ao poder para colocar, pela primeira vez na história desse país, o governo na mão dos trabalhadores e trabalhadeiras para glória dos brasileiros e brasileiras. Também para o pavor dos professores de português, absolutamente aterrorizados com pedantismos linguísticos cata-biscoito usados para fazer populismo de gênero. Não era politicamente incorreto apontar dois gêneros ainda, pois naquela época só existiam dois. O partido tinha

Victoria Tavares

Imagem
- Moço, vc tem boia de braço? - É pra menino ou menina? - É pra não afundar. - Tem essa azul aqui. Trinta reais. - Azul é cor de menino. Não tem uma rosa? - Tenho, mas essa tem estampa das Periquitinhas Superpoderosas, então é mais caro. Custa R$45,00. - Que absurdo! Isso é Pink Tax. A indústria machista cobra mais de produtos para meninas para oprimir as mulheres. - Empodere-se. Compre a boia azul e lute contra o patriarcado. - Buááááá! Azul é cor de menino. Eu quero a boia rosa das Periquitinhas Superpoderosas! - Sem problemas. Menina bonita ganha desconto, então faço a rosa por R$39,99. - Buááááa! Chamar de bonita não é elogio. Isso é opressão de gênero. - Tá, tá bom. Eu estava só querendo ser simpático para vender o produto. Não tem como ser bonita com essas banhas sobrando por todo lugar aí não, menina. - Buááááa! Estou sendo oprimida pelos padrões de beleza machistas da sociedade patriarcal opressora. Corpos fora do padrão também são bonitos e sexy. - Ok, não precisa chorar desse

As Fionas Modernas

Imagem
Quando eu digo que homens e mulheres de antigamente se entendiam, tem uns pirralhos da geração Y e Z que não querem acreditar em mim. Ficam brabos, acham que eu estou gagá. Eles nasceram em um mundo que já não era o meu, então entendo eles. A tendência das mulheres da minha idade e mais velhas é me entender. Quando eu falo sobre como homens e mulheres são diferentes, a conexão é natural e automática. Ora, isso elas já sabiam. O que elas estavam esperando é alguém dizer isso pra elas, só pra confirmar que são normais. Fora de alguns ambientes acadêmicos de exceção, como Psicologia, Biologia e Medicina, dizer hoje que homens e mulheres não são iguais e possuem algumas diferenças inatas é o padrão de anormalidade em qualquer lugar.  Mulheres da minha idade e as ainda vivas viveram todas sob o meme Beauvoiriano do não se nasce mulher, torna-se. É uma derivação de gênero da filosofia existencialista, que diz que humanos não possuem uma natureza, portanto o que somos é apenas subproduto da c

Cultura & Fatalismo

Imagem
A necessidade de fabricar falsas dicotomias é um câncer cognitivo. O indivíduo que apela para a dicotomia entre cultura e fatalismo biológico está fatalmente apelando para uma falsa dicotomia. Tal dicotomia não existe, já que não há ninguém em lugar algum apelando para o que seria possível entender por fatalismo na Biologia. Explicações biológicas sobre o comportamento humano não apelam para fatalidades, mas o falso dicotomista fatalmente vai sentir a necessidade de não entender sobre o que está falando precisamente pois seu objetivo é dicotomizar incorretamente com algum fim espúrio diverso. René Descartes O objetivo provavelmente é afirmar, sem suporte, algo que substitua com algum verniz científico a inexistência de natureza ou de qualquer grau de determinação, restrição ou limite identificável no fenômeno comportamental. Em outras palavras, eu chutaria que o pseudodicotomista trata-se de um socioconstrutivista enrustido. O legal com esse meu chute é que nunca vi falhar até hoje. In

Delegado Bluepillynskyj

Imagem
Ficar surpreso por encontrar bluepillagem na cabeça de blue pills é como ficar surpreso por achar idiotice na cabeça de idiotas, então nada do que já não era esperado foi declarado no podcast do Todo Dia uma Bluepillagem Nova, que entrevistou Paulo Bluepillynskyj, o delegado que sobreviveu ao fuzilamento da companheira. Bluepillynskyj vive em Nárnia, o universo de fantasia onde sua narrativa foi invertida na mídia porque ele é armamentista e de direita, e onde não existe esse negócio de ódio e sexismo contra homens. Totalmente pirulinha azul, mas que o delegado era escravoceta já se sabia, então não vale bluepillar agora e dar piti histérico porque achava que o cara ia voltar da luz vendo a luz. É preciso bem mais do que algumas azeitoninhas para comover um blue pill treinado e valente. Cerca de 90% das vítimas de assassinato no país são homens, mas o delegado defende penas mais duras para mulhericídio. Para Bluepillynskyj, um legítimo representante da parcela machista da população mas

Dollynete

Imagem
Hoje vou revelar uma terrível e nojenta verdade sobre os meninos que as meninas não sabem, e muitos dos meninos mais novos também não, porque isso é história do tempo do meu avô. Mulheres sabem que homens são menos seletivos que elas, mas o que elas não sabem é que menos seletivo é eufemismo, porque a seletividade masculina é regulada pela quantidade de sexo que homens têm à disposição. O bagulho é forte. Dependendo da secura, os meninos descem a um nível realmente escabroso. Foto de  Dan Hamill  no  Pexels Como sabemos, antigamente não tinha isso de sexo antes do casamento, porque mulher nenhuma dava antes de casar. A única chance de transar que homens tinham antes de ir para o cadafalso eram bordéis, que, além de horrivelmente caros, não eram fáceis de achar. Como a maioria morava no campo, ficavam lá pastando naquele desespero desesperador da adolescência, que é quando o pirralho acorda de pau duro de manhã e o bicho só vai amansar à noite depois da décima punheta. Bons tempos. Esto

A Histérica História da Crítica Histérica ao Sexismo na Ciência

Imagem
Ciência sempre foi sexista com mulheres e usada para justificar a subjugação e exploração do sexo feminino. Machistas patriarcais brancos hetero cis binários e outros nem tão hetero assim da época de Aristóteles, por exemplo, fizeram uma descoberta assombrosa a respeito da biologia humana: somente mulheres conseguem engravidar. Eles descobriram isso após eras chumbregando com os amiguinhos na Academia, nos pelotões do Exército e basicamente em todo lugar onde era possível enfiar seu piu-piu no fifi de algum efebo delícia com bumbum gostoso. Apesar de seus sinceros e repetidos esforços, nenhum efebo engravidava.  Obviamente essa descoberta científica opressora e sexista dos pesquisadores patriarcais machistas foi usada por milênios para oprimir mulheres e imputar a elas o papel de mãe, reduzindo o gênero feminino a uma classe de parideiras e amamentadeiras. Poderíamos ter dado qualquer função na sociedade às mulheres no passado, mas por que justo a de engravidar e parir bebês? Isso não

ConstrutiEvismo

Imagem
Chimpanzés, vejam só, são muito machistas, mais machistas que humanos. São machistas malvados manipuladores comedores de feto que matam invasores e agridem fêmeas com frequência. Como eles fazem para comer feto eu não sei. No mínimo forçam a fêmea a abortar só pra fazer um lanchinho, e é claro que querer comer feto a dorê, frito, assado, no vapor ou sashimi só pode ser machismo, que está tão impregnado na cultura desses primatas que pode ser observado até nos seus hábitos alimentares, que interferem na liberdade das fêmeas de decidir o que fazer com o próprio corpo. Seu sashimi, minhas regras é opressão de gênero, ou seja, machismo. ConstrutiEvista filosofando online Assim como com humanos, que também são primatas, o alvo prioritário da violência intragrupo dos chimpas são outros machos. Quando um macho agride outro macho, isso é machismo. Nas ocasiões de exceção em que agridem fêmeas, isso é machismo também, mas o ConstrutiEvo vai dizer que fêmeas são agredidas "com frequência&qu

Isso é Coisa de Mulherzinha

Imagem
Observe que ninguém tem problema algum com a ideia de usar o termo mulher masculizada como pejorativo. A expressão foi projetada para ser um pejorativo para mulheres, não um mecanismo para diminuir homens. Precisamente o mesmo ocorre com o termo mulherzinha, que não só foi projetado para tratar homens de forma pejorativa, como pode ser usado até mesmo contra mulheres de forma pejorativa, o que torna o termo mais versátil do que a expressão mulher masculinizada. Quando nos referimos a uma mulher como "essa mulherzinha", obviamente nosso objetivo não é elogiá-la ou ressaltar alguma virtude normalmente associada ao estereótipo feminino. Podemos observar, adicionalmente, que ninguém tenta ofender homens dizendo a eles que são um mulherão. Tal expressão é utilizada, entretanto, para elogiar mulheres trans. Embora sejam um homem biológico, dizer que são um mulherão é elogio, e não um pejorativo. Mas qual o problema das feministas com a expressão mulherzinha? Nenhum. A questão é que

Homem Inútil

Imagem
Volta e meia há homens me perguntando se devem ou não ter relacionamentos com mulheres. Não posso responder a essa pergunta por eles, mas posso responder o que eles podem esperar de um relacionamento com 113,56% de certeza. Segue o script básico: Você pede sexo e não ganha pois não está dando atenção; Você dá atenção para receber sexo e agora o problema é que você só dá atenção para receber sexo; Você resolve dar só atenção sem pedir sexo para provar que a atenção não é por sexo e agora o problema é que você não pede mais por sexo; Regrida aos passos 1 ou 2 e inicie o interminável loop outra vez. Esse é o momento em que o indivíduo comete o erro de pensar que está envolvido em algum enigma sofisticado que as meninas prepararam para você que precisa ser solucionado. Resolva a charada e o paraíso o aguarda. Você foi tapeado. De fato, esse enigma é bastante sofisticado, já que foi especificamente projetado para não ter solução. O algoritmo básico desse e de outros loops femininos é estabe

A Mulher Independente

Imagem
"A promoção a um emprego de cargo alto na política aumenta a taxa de divórcio de mulheres, mas não de homens, e as mulheres que se tornam CEOs se divorciam mais rapidamente do que homens que se tornam CEOs[1]" - Johanna Rickne, professora da Universidade de Estocolmo Feministas[2] dirão a você que a maior taxa de divórcio hoje se deve à independência e sucesso profissional das mulheres na sociedade. Uma das razões pelas quais não podemos colocar na balança esse dado das mulheres bem-sucedidas que ultrapassam o marido, ou mesmo mulheres CEOs na hora de entender o fato de que 70% dos que iniciam divórcio são mulheres[3] é que estamos falando de mulheres de elite no topo rarefeito da pirâmide social. Casos desse tipo não representam a norma, portanto estamos explicando a regra por meio das exceções. Isso é o que feministas fazem. Caso você se sinta perdido sobre algum assunto, basta observar o que feministas estão pensando sobre aquilo, pois ao fazer isso você já tem ao menos um

O Papai Delícia

Imagem
Contemple esse modelo inNatura de pápi gostoso da foto. Esse indivíduo é sonho de papai que toda mulher quer. Tem o que mulheres querem de sobra: status. Seu status é tão alto que apenas ter engravidado desse garanhão puro sangue catapultou o status de Gimenez de “modelo” para empresária e apresentadora. Jagger deposita dezenas de milhares de dólares mensalmente na conta dela e vive em outro continente, o que basicamente garante vida confortável para ela e o filho, livre das intromissões frequentes e irritantes de um pai presente. Mesmo que ela o odeie, ainda assim achará conveniente que apareça vez que outra para visitar o pimpolho, pois isso aumenta o seu status. É muito pápi para uma mulher só. Tem que fazer um time-sharing dessa porrinha com mel delícia.  Mulher que surta chamando você de machista, misógino e preconceituoso porque você disse que o Jagger é o pai dos sonhos de toda mulher já sabe, né? Rodou no teste psicotécnico. Essa aí é das Gretchenada, das Galistuda, das Gimenét

A Corrida

Imagem
Pais e homens interessados em filosofar sobre o fenômeno da presença paterna precisam inserir vários dados na sua caixolinha sobre os quais ninguém fala. Para começar o assunto, ser mãe presente é brisa, já que são as mulheres que detém a guarda unilateral na esmagadora maioria dos casos. Não só elas detém a guarda unilateral, que implica em custo zero para estar presente, como ainda têm sua presença materna financiada pela pensãozinha do pápi. Ninguém fiscaliza a tal presença materna nem há estudos sobre o assunto. O fato é que a mamãe pode tranquilamente entregar o pacotinho para a vovó e sair para bater perna. O pai não vai nem ser notificado nem precisa ficar sabendo. Enquanto mamãe está ausente auxiliada pela vovó, a titia ou a vizinha e financiada pelo pápi, ninguém está cortando pontos do placar presença da mamãe, então, para todos os efeitos, mulheres estão embolsando tempo injustificadamente nas suas reputações de genitor presente e responsável. Já o papai não conta com o reló

Mulher foi Feita para ser Amada

Imagem
  "Mulher não foi feita para ser entendida, e sim amada. Precisa que o homem lhe dê segurança e suporte." - Memeteiro Fuleiro Internético Anônimo Zulivre, amiguinho! Mulher é tão ridiculamente fácil de entender que mesmo quando o cara faz um esforço sincero e apaixonado para não entendê-las, falha miseravelmente e termina, no fim, entendendo tudo que tem para entender sobre elas e ainda decodifica vários outros bagulhos tensos que nem elas entendem sobre a psique feminina. Mulher é mais política que a política. Quando o indivíduo decide ser apolítico para evitar a política, ele tomou uma decisão política que vai interferir naquilo que ele queria não interferir. Com mulheres é pior ainda. É precisamente no momento que o cara desiste de entendê-las que ele já entendeu tudo que tinha pra entender e mais um pouco. Após esse sóbrio momento de insight empoleirado, o cara torce para não entender mais ainda porque fica com medo do que vai descobrir. Se ferrou outra vez mano. Acabou d