Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2021

Ser Normal é Normal

Imagem
  Nessa época em que muitos memes sobre problematizações problemáticas e dramáticas surgem no seu feed é bom lembrar que: - Nem toda barriga é normal. Algumas são anormalmente grandes, e outras, anormalmente saradas. Normalmente, normal é uma palavra utilizada para descrever o que é mais frequente, mas também pode significar algo que ocorre conforme deveria. Por exemplo, se você se entope de rosquinhas e refrigerantes, o normal é ter uma barriga anormalmente grande, mas se você consegue comer só porcaria, é sedentário, mas tem uma barriga anormalmente sarada, você é anormal, o que significa que você é anormalmente anormal.  - Ter estrias e celulite é uma coisa que mulheres normalmente não querem ter, então se uma mulher tem estrias e celulite, mas não gosta disso, ela é normal. Homens normalmente estão se lixando para estrias e celulite, mas mulheres normalmente não conseguem se convencer disso. Se você é mulher e passa o tempo inteiro preocupada porque acha que ninguém vai querer te c

A Muralha da China

Imagem
  Mulheres em silêncio transmitem bastante informação, mas falando são um livro a céu aberto, então às vezes penso que as meninas deveriam moderar a fala para evitar vazamento de dados, que mesmo transmitidos em código podem ser facilmente decrepitados, decapitados e decremizados com meu iBalzac Translator Plus, o app para celular que irei disponibilizar para download assim que descobrir o que o cara que inventou a expressão livro a céu aberto tinha na cabeça. Por que não enciclopédia a céu fechado? Aliás, o que o céu tem a ver com isso? Veja bem, liberdade sexual não é só transar com 10 bofes durante a semana ou beijar 20 em uma noite. Com essa frase já tiramos uma média da frequência sexual da capivarete média, que se seguir nesse ritmo médio, em menos de um mês está com HPV, herpes genital, sapinho, hepatite C mais umas duas ou três perebas. Isso na média. As acima da média estão com o dobro de perebas, se infectaram com um baby, e pra variar não sabem nem quem é o pai. Entendeu por

Medo de Macho Alfa

Imagem
 O bicho homem, aparentemente, é o animal que mais apavora a mulher moderna. Não qualquer homem, é claro. Estamos falando do perigoso e temível macho alfa, aquele que elas aprendem a temer desde a infância. Só capivaretes entendem a paranoia diária que sentem, visto que evidentemente não entendem que existe um oceano de diferença entre o risco de um evento ocorrer e o medo desse evento ocorrer. Quando a questão é medo de violência sexual, por exemplo, 70% das vítimas estão na faixa etária dos 13 anos ou menos, e do total das vítimas, 70% é atacada por parentes, namorados e conhecidos¹. Esse não é o estereótipo da violência sexual que povoa os pesadelos de capivaretes, que imaginam que estupro é algo que ocorre majoritariamente com mulheres adultas na rua ou em uma trilha. Estatisticamente falando, mulheres estão mais vulneráveis e expostas à violência sexual em ambientes privados na presença de pessoas que conhecem do que balançando a raba na trilha de shortinho enfiado na busanfa delí

Pink Tax, Pink Pussy

Imagem
  Muito se fala da masculinidade frágil, mas pouco é conhecido sobre a feminilidade frágil, que é malignamente explorada pelos machos tóxicos capitalistas para extorquir mulheres por meio da pink tax, um plus extra a mais rosinha de ágio que a indústria cobra sobre o preço dos produtos femininos. Na imagem vemos um exemplo típico dessa prática machista e misógina: uma necessaire azul custa U$ 7.59, e uma rosa, U$ 9.99.  Uma mulher normal, com o cérebro não danificado por ideologia feminista, ao observar o preço dessas duas necessaires, que são idênticas, compraria a mais barata, visto que azul ser cor de menino e rosa de menina são só convenções sociais arbitrárias. O problema é que o fabricante sabe que feministas não são normais, e vai colocar preço maior na necessaire rosinha para explorar a feminilidade frágil de feministas, que vão se sentir menos fêmea caso comprem a azul, uma cor patriarcal de menino. O fabricante também sabe que feministas são histericamente vitimistas, portant

Capivaretes Replicantes

Imagem
  Capivaretes parecem viver em um câmara de eco digital onde replicam o que outras falam como se fosse um pensamento seu. Há várias replicações virais desse tipo nas redes, mas essa do "nunca sei o que dizer" realmente impressiona pela precisão da replicação e a quantidade. Não se gastam nem a escrever com as próprias palavras, simplesmente dão copy & paste e passam adiante a manifestação pessoal fake como se fosse um meme de sua autoria. Copiam até os erros de português. Mas é geralmente usado como conjunção adversativa. Indica ideia de oposição, de porém, todavia, contudo. Não só o mas não é mais, como não deveria estar ali, já que não há porém opondo-se à primeira oração, além de não ter função alguma na oração do fazer amor. Aquele mais é como um pentelho: além de não servir pra nada, atrapalha. Pentelhos são um pobrema, e quem tem um pobrema, como sabemos, tem dois problemas. Capivaretes memeteiras não sabem o que dizer sobre fazer amor, mas mais que isso, não sabem

Só um Tapinha não Dói

Imagem
  A pornografia é de longe o carro chefe dos mimimis radicais de radfems porque radfeminismo é igual a feminismo, só que radical. De acordo com as lacraias peludas radicais, pornografia segue sendo aceita porque os machos escrotos não aceitam ver seus gostos questionados. Esse conceito sintetiza a filosofia radfem com precisão. Enquanto feminismo é cagação de regra, radfeminismo é cagação radical de regra. Se homens gostam de alguma coisa, feministas são contra, mas como isso não é suficiente para radfeministas, elas são radicalmente contra.  Setenta e cinco porcento dos consumidores de pornografia são homens, o que provoca a ira radical de radfems. Fossem mulheres 75% dos porn consumers, elas seriam radicalmente a favor. Contrário à crença pornográfica popular, entretanto, o estereótipo do macho tóxico viciado em pornô é falso, já que o tempo de visita médio em sites de pornografia do bofe opressor patriarcal é de 10 minutos. A razão nem precisa fazer pesquisa para descobrir. Esse é m

Grease - Nos Tempos da Brilhantina

Imagem
  Canceladores estão pedindo ao Netflix¹ o cancelamento do musical Grease, supostamente sexista e misógino. É uma aventura colegial teen ambientada em 1958, época da juventude de meus pais, e a história gira, obviamente, em torno da cultura e da moral sexual daquele tempo. O filme, entretanto, é de 1978, período em que Travolta era thin e rebolava o popô em ritmo de embalos de sábado a noite com lendária maestria. A película está bem surrada, mas definitivamente é um cult. Com custo de 6 milhões, arrecadou 396 milhões de dólares, e até hoje é o musical de maior bilheteria nos EUA.  Não foi removido da grade do Netflix ainda, então é possível que esse mimimi cancelador seja somente uma jogada de marketing para tirar a poeira das velharias em estoque. Funcionou comigo, ao menos, já que tive que assistir outra vez essa encrenca para ver onde está o sexismo e misoginia. Grease é uma pérola da arqueologia empoleirada, bastante útil para observar como eram as relações de gênero nos tempos da

Pombinha Santa Milagreira

Imagem
 Todo gravidez é uma benção, especialmente se você embarrigou de um bofe honrado, honesto, amoroso, querido, dedicado e com uma conta bancária delícia que você pode mamar gostoso com um golpe do pacotinho durante décadas. Tal milagre é justamente o que precisávamos para começar o ano de 2021 com chave de ouro, um sinal de Frida de que mesmo as provações mais duras e os desafios mais difíceis podem ser superados pelos que têm fé na Deusa. Infelizmente o peregrino Thomaz não estava em condições de ingressar com o bago direito nesse novo ano que inicia pois os dois estavam inutilizados. Como nada é impossível naquela que me empoleira, sua esterilidade não é obstáculo intransponível para uma pombinha santa com útero abençoado, que por meio da graça de Frida conseguiu engravidar de um piu-piu infértil. Isso é mais milagroso do que matar tigre com carapaça de Adamantium usando uma espingarda de chumbinho descarregada, a prova de que a Deusa existe e atende às preces das aflitas.  A sobrenatu