ConstrutiEvismo

Chimpanzés, vejam só, são muito machistas, mais machistas que humanos. São machistas malvados manipuladores comedores de feto que matam invasores e agridem fêmeas com frequência. Como eles fazem para comer feto eu não sei. No mínimo forçam a fêmea a abortar só pra fazer um lanchinho, e é claro que querer comer feto a dorê, frito, assado, no vapor ou sashimi só pode ser machismo, que está tão impregnado na cultura desses primatas que pode ser observado até nos seus hábitos alimentares, que interferem na liberdade das fêmeas de decidir o que fazer com o próprio corpo. Seu sashimi, minhas regras é opressão de gênero, ou seja, machismo.

ConstrutiEvista filosofando online

Assim como com humanos, que também são primatas, o alvo prioritário da violência intragrupo dos chimpas são outros machos. Quando um macho agride outro macho, isso é machismo. Nas ocasiões de exceção em que agridem fêmeas, isso é machismo também, mas o ConstrutiEvo vai dizer que fêmeas são agredidas "com frequência", pois todos sabemos que macacas são agredidas só por serem macacas. Se fossem macacos, apanhariam com mais frequência ainda, mas aí elas não estariam sendo agredidas por serem macacas, coisa que também é irrelevante, porque seja qual for o vetor de gênero ou frequência da violência intragrupo, ela é certamente é causada por machismo, masculinidade tóxica e opressão patriarcal símia.

Quando um chimpa mata um invasor, isso é machismo, mas e se uma fêmea matar um invasor? Isso mesmo que você pensou: empoderamento feminino. A Chimpa Kahlo está lutando pela emancipação das macacas e provando que fêmeas podem fazer tudo que os machos fazem, melhor e com uma banana na boca ainda. É uma reação à cultura patriarcal machista dos chimpanzés que os machos inventaram para subjugar, explorar e oprimir as fêmeas. 

Toda macaca deve ter o direito de poder matar invasores sem sofrer preconceito, e seu comportamento, seja qual for, não deve afetar sua imagem de macaca prendada, pois perder o status de macaca boa pra casar é opressão de gênero, ou seja, machismo. Não que macacas estejam desesperadas pra casar, é claro. Casamento é uma instituição patriarcal opressora inventada por primatas machistas malignos, e toda macaca é independente e empoleirada, portanto não precisa de macho nem para conseguir bananas, nem para matar invasores.

O rigor científico da tese do Tudo é Machismo do ConstrutiEvo é notável. Vejamos:

Poder Explanatório

Teorias precisam ter o poder de explicar coisas, e a teoria ConstrutiEvista brilha nesse quesito, já que tem farto poder explanatório e explica basicamente qualquer porra que o ConstrutiEvista queira explicar sobre qualquer coisa que ele achar que deve.

Escopo Explanatório Restrito

Teorias, para serem científicas, precisam explicar um conjunto restrito e bem delimitado de fenômenos, e a teoria do ConstrutiEvo também atende esse quesito. Ela explica tudo no universo e nem um pentelho a mais. Precisão à toda prova.

Verificabilidade e Replicabilidade

É desejável que teorias sejam verificáveis e replicáveis, de preferência por fontes independentes. Sempre que uma fonte independente não encontra machismo onde o ConstrutiEvo diz que tem, isso obviamente ocorreu porque o pesquisador é machista e não quer perder seus privilégios machistas de pesquisador hetero branco cis binário patriarcal escroto. Em outras palavras, toda vez que a teoria falha em ser corroborada por alguém, isso corrobora a teoria. Zulivre, mano! Isso é super científico.

Critério de Falseabilidade

Esperamos que teorias sejam falseáveis, o que certamente é o caso nesse caso. Para falsear a teoria, basta mostrar que um fenômeno não é causado por machismo. Quando isso ocorre, o ConstrutiEvo redefine a palavra machismo para salvar sua teoria. O que não era machismo ontem passa a ser machismo hoje com fim de evitar que a teoria seja falseada. A solidez da teoria do ConstrutiEvo no que diz respeito ao critério de falseabilidade é fora de série. Se Popper fosse vivo hoje, estaria orgulhoso.

Poder Preditivo

Ser capaz de fazer previsões é algo que esperamos de teorias científicas, e o poder premonitório da teoria do ConstrutiEvo é surreal, padrão Jedi Master um com a Força. Com ela somos capazes de prever com precisão estonteante que qualquer merda que rolar no futuro vai ser causada e explicada pelo machismo da sociedade patriarcal opressora. 

Parcimônia

Quando decidimos entre teorias concorrentes, vence a que com grau mais alto de parcimônia é capaz de explicar um determinado fenômeno. Com apenas uma presunção super simples tirada do cu com pauzinho e não suportada por merda nenhuma, o ConstrutiEvo consegue explicar basicamente todos os fenômenos que ele quiser mais uma caralhada de outras coisas que várias teorias concorrentes em conjunto não conseguem explicar. Mais científico que isso acho que só Tarot, Búzios e Design Emburrecente.

Tem gente que fica zoando das teorias ConstrutiEvistas, dizendo que não são científicas e tal, mas isso é ignorância pura, além de ser machismo também. Sem essas teorias, nossa capacidade de entender fenômenos sociobiológicos ficaria severamente comprometida. Sabemos, por exemplo, que a causa de feminicídios entre os Chimpanzés é machismo, então quando o número de feminicídios de fêmeas em um grupo de Chimpanzés aumenta, isso significa que o grupo em análise está ficando mais machista. Falei feminicídio de fêmea pois, na teoria empoleirada ConstrutiEvista clássica, gênero é um fenômeno 100% biológico, embora seja 100% construção social também. Quando é conveniente para o ConstrutiEvo, gênero não passa de um artefato cultural arbitrário da cultura patriarcal símia, obviamente criado por machos com o objetivo de oprimir e subjugar as fêmeas, portanto temos que acabar com a opressão machista decretando que machos podem ser fêmeas e vice-versa, assim eles estão livres para escolher se querem ser símios opressores malignos ou vítimas inocentes oprimidas pelo sistema.

Mas e quando o número de feminicídios diminui, qual é a causa? Ora, isso só pode ser obra de Chimpa Kahlo e sua heróica luta contra o patriarcado símio, que tem o objetivo de empoderar fêmeas, acabar com o machismo, desconstruir os machos de chimpanzés e livrá-los de sua masculinidade tóxica. Como podemos observar, na era da informação, ser ignorante é opcional.

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela