You know nothing, Jon Snow

 

Meninas no Twitter: "prato disputado demais a gente deixa para quem tá passando fome".

As mesmas esfomeadas nos apps de fast-rola: match só em meia dúzia de heteros top ultrarrodados e überdisputados que têm tanto sexo à disposição que já estão começando a ficar com nojinho até do cheiro da perseguida. 

Não satisfeitas em selecionar literalmente a dedo um homem que é a nata da exceção dos fora da curva entre os casos raros, ainda não dão no primeiro encontro porque conseguiram achar defeito no bofe: a sobrancelha é tortinha pro lado errado, o sapato não combina com a cor da BMW, tentou explicar coisas pra mim, não quis pagar a conta do sushi, não rolou química, o volume visível não foi avistado, etc. Pode isso, produção? Claro que pode. Tudo vale a pena quando a distância do the wall não é pequena.

Neste momento você deve estar se perguntando o que é esse tal de volume visível não avistado. Ora, you know nothing, Jon Snow¹. Tamanho de rola nunca importa, desde que não seja pequeno, então as meninas sempre que podem dão um conferes na pochete do match para tentar inferir com antecedência por meio de complexas análises volumétricas e cálculos estatísticos sofisticados se o calibre do aparelho é compatível com a dimensão avantajada das expectativas.

Há várias coisas que as meninas não contam a você, e não serei eu a fazê-lo. Mesmo que tivesse essa intenção, não o conseguiria, pois todos sabemos que um cavalheiro não tem aquela coisa que agora esqueci o que é, mas tenho certeza de que, se procurar no Twitter, vou achar. 

The winter is coming, mas só no ano que vem.

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela