Lady Kung Fu

 


Na imagem (esquerda acima), entre Bruce Lee e Chuck Norris, temos Angela Mao. A atriz chinesa é faixa preta de Taekwondo e Hapkido, e está no set de filmagens gravando Hapkido, filme lançado nos EUA em 1972 com o título de Lady Kung Fu¹. As coreografias de luta são impressionantes se considerarmos que trata-se de uma produção de baixo orçamento com meio século de idade. 

Encantado com a performance da atriz, Bruce Lee a convidou para fazer o papel de sua irmã em Enter the Dragon, lançado em 1973. Mao era tão famosa quanto Lee nos EUA na época, e Lady Kung Fu na realidade teve melhor performance nas bilheterias americanas² do que Enter the Dragon. Conhecida como a Bruce Lee feminina, Angela gravou dezenas de filmes de ação, e o sucesso dos seus filmes nos EUA ajudou a catapultar a carreira do então desconhecido Jackie Chan, que faz participações em vários deles.

Embora lendária, Mao não foi a primeira badass female lead da história. O título³ é da furiosíssima e letal Cheng Pei-Pei (abaixo), protagonista de Come Drink with Me (1966). No filme⁴, ela aparece despachando filas de machos patriarcais escrotos para o túmulo, ou porque fizeram fiu-fiu sem ter Ferrari e dinheiro para pagar o sushi, ou porque tentaram explicar Kung Fu para ela. You go, girl! 

Angela Mao abandonou a carreira há muitos anos, e vive hoje com a família em Nova York. Reservada, ela raramente dá entrevista⁵, embora ainda seja um ícone entre os fãs de filmes de Kung Fu. A loira da direita eu nem lembro o nome. Embarcou por cotas de gênero em Avengers no final querendo pegar lugar na janela, não é faixa preta de coisa nenhuma, mas se acha algum tipo de pioneira desbravadora, embora eu não saiba muito bem do quê. Além de gostar de fazer pose de rainha da cocada, tem cara de quem faz cocô na cama e põe a culpa no totó. 

Em dez anos, Angela Mao ainda vai ser uma lenda, e nesse ponto Carol Denvers já vai ser uma mulher trans negra barangopositiva não binária quadrissexual fluid. Representatividade e diversidade são importantes, portanto a fila anda. Para mais dicas sobre protagonistas femininas no cinema, siga esta página.






Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela