Padrão Amber X Depp

 


Revoltante o caso do anestesista preso em flagrante¹ por estupro de parturiente, então é compreensível que integrantes do movimento mulherista estejam bastante confusas. O evento é sui gêneris por diversas razões, em especial por tratar-se de um caso de estupro de fato, não daquilo que feministas pretendem redefinir como estupro, adulterando o conceito de violência sexual para que signifique qualquer coisa que possa ser usada para condenar um homem sem chance de defesa, com processo legal amparado por nada além da palavra da acusadora.

Conforme estabelecido por dogma ideológico feminista, vivemos em uma sociedade patriarcal misógina que persegue mulheres, onde homens e as instituições são coniventes com a violência sexual perpetrada contra elas, e agem de forma coordenada para garantir a impunidade de homens abusadores. É um mistério, portanto, por que o anestesista não foi capaz de lançar mão de seu privilégio masculino patriarcal garantidor de impunidade, assim como enigmático os momentos de tensão² com sua chegada em Bangu 8. A unidade prisional é destinada a detentos com nível superior, mas o médico precisou ser mantido em cela isolada, então é difícil sequer conceber qual será seu destino após julgamento, quando cumprirá pena em presídio comum. 

Outra fonte de desorientação para feministas é o fato de que o estupro foi gravado, portanto foi produzida prova padrão Amber X Depp de casa caiu de que o médico é culpado. Ainda assim, ninguém, nem mesmo o anestesista, tentou argumentar por sua inocência. Nada no quadro que se apresenta até o momento sugere que as crenças dogmáticas citadas anteriormente estejam, ainda que remotamente, alinhadas com a realidade.

Amber Heard foi gravada confessando que ela era a agressora doméstica, chamando Depp de bebezão por reclamar dos socos que recebia, e ridicularizando sua pretensão de declarar-se vítima de violência doméstica, posto que ninguém acreditaria em sua história por ser homem. Ainda que tenham sido produzidas provas além da dúvida irrazoável de que é culpada, Amber e a máfia feminista insistem em sua inocência até hoje, o que nos informa que a integridade intelectual de feministas é inferior à de estupradores de grávidas. Como diria o Sr. Vader, um Sith Lord bastante conhecido e influente: "impressive, most impressive".

A realidade é que feministas nunca estiveram interessadas no sofrimento de vítimas de estupro. Sua fixação no tema da violência sexual vem do fato de que ele é útil para avançar os memes sexistas e misândricos de que somente mulheres são vítimas e somente homens são perpetradores, algo que já estão fazendo freneticamente nas redes sociais nesse momento. Fossem mulheres a maioria das abusadoras, ainda que mulheres fossem a maioria das vítimas, feministas estariam agora defendendo abusadoras ou tentando relativizar seus crimes.

A agenda feminista vai além do discurso de ódio a macho e da defesa de impunidade para falsas acusadoras, como podemos constatar no artigo³ da feminista Patricia O'Brien para o Feminigston Post, em que argumenta pela abolição dos presídios femininos. A iniciativa garante impunidade para todo e qualquer tipo de crime, desde que o criminoso seja mulher. Isso eleva o conceito de não ser obrigada a nada a um novo patamar em que a fêmea cidadã, pelo simples fato de ser mulher, não é obrigada a fucking porra nenhuma mesmo, nem mesmo cumprir a lei. 

São por essas e numerosas outras razões que gente sem noção que aparece em minha página dizendo que feminismo é câncer eu bloqueio na hora. Por favor, não insulte o câncer com essa analogia abjeta. Tadinhas das celulinhas canceróticas, não têm culpa de estarem em estado de replicação desordenada, portanto rebaixá-las ao padrão moral de Feminismo é uma atitude vil, desonesta e bastante desinformada.




Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela