Pãe Pill

 


Senti um distúrbio na Força, como se milhões de Ambers Turd defecassem na cama em uníssono porque estão cocô mole com seu Johnnynho e planejam acusá-lo falsamente de alguma coisa fedida. Pode ser só gases, mas acho que tenho certeza de que é a notícia¹ de que a Suprema Corte dos EUA pretende revogar a decisão Roe vs Wade, que desde 1973 garante na jurisprudência federal o direito ao aborto no país. Caso isso ocorra de fato, caberá aos Estados regular a matéria, o que significa que, de imediato, em cerca de metade deles o direito deve ser restrito ou revogado.

Esse meteoro político é o tipo de evento cataclísmico que tem o poder de incendiar a Polarizosfera, e é óbvio que eu já assinei o pacote pay-per-view completo no PornTube Plãs e comprei muita pipoca para assistir do meu sofá todos os detalhes desse surreality show. Feministas estão histéricas, e já começaram a fazer a mesma coisa que fazem quando não estão surtadas: falar asneira e mentir descaradamente. "Homens brancos idosos cisheteronormativos opressores estão tentando controlar o corpo das mulheres", "se homens engravidassem, o aborto seria permitido", "sem útero, sem opinião", etc. Além de lorota, isso é preconceito, pois todos já sabem que hoje em dia homens engravidam. Se machos têm útero, também têm opinião, e quem disser o contrário é transfóbico, o que nos ajuda a entender o que de fato está provavelmente ocorrendo nos bastidores.

Mulher trans passando a patrola² nos esportes femininos ou até mesmo estuprando mulheres em presídios³ dá para aceitar, agora pai grávido na campanha do Dia das Mães da Calvin Klein já ultrapassou todos os limites da surreabilidade. Quando você enfia a Pãe Pill nas meninas, elas saem da Matrix, e despertam para o fato de que as trombetas do apóscalipse já soaram há muito tempo. O trem desgovernado dos LGBTQueer+ não vai parar, o que significa que a própria existência do movimento mulherista, ou mesmo do conceito de direitos das mulheres, está em cheque. Frida do céu! Que a deusa nos escureça no caminho e olhe por nós nesse momento de esclaridão.

Por falta de aviso não foi. A Judith já está alertando desde o milênio passado que a categoria mulher, assim como as categorias lésbica, gay e bissexual têm que acabar, pois nada mais são do que uma construção social heterossexista do patriarcado cisnormativo. Se você não entende o que isso significa, não se desespere. Butler tem PhD, dá aula na Berkeley e também não entende. Para a filósofa, a imbecilidade, assim como o corpo, é um ato político, algo que feministas sempre acharam cheirosinho, inclusivo, virtuoso e conveniente, o que me lembra que só pipoca não basta. Vou precisar também de refrigerante e MMs de chocolate.

TERFs, as transfóbicas e politicamente incorretas Trans-Exclusionary Radical Feminists, têm uma relação promíscua com a direita conservadora religiosa nos EUA, e sempre se mostraram dispostas a entregar o anel para não perder os dedos. Suspeito que aborto é o furico que elas vão entregar pela porta dos fundos para garantir uma coalizão em condições de fazer frente ao lobby identitário de gênero não binário. Suspeito também que, no futuro, todas as feministas serão TERFs com fim de combater Queers. 

Escuro que até posso estar errado, o que de acordo com a lógica não binária não impede que eu esteja certo, mas ando notando coisas estranhas que nunca vi antes por aí: TERFs estão perdendo a vergonha e saindo do armário nas redes sociais, e até já chegaram por aqui. Temos nesse momento TERFs brazucas organizadas apoiando proposta legislativa⁶ para trocar gênero por sexo no texto da Maria da Penha, com expresso objetivo de tornar nula a jurisprudência desconstruída corrente que inclui a mulher trans nessa lei. Muito orgulhe de ser brasileire nessa hora.

Mas gêintchy, será possível que todo mundo já não sabe que sexo, assim como gênero, também é uma construção social? Cancela meu pay-per-view. Esse duelo de Tantãs⁷ é um blockbuster que vou ter que assistir no cinema em iMax, com som surround e poltrona com efeitos vibradores especiais. 








Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela