Slut Shaming


 


Ao que parece, a tal de Yasmin Brunet está sofrendo¹ auditoria comportamental com parecer técnico assinado pela sogra. Entenda: sogra é sogra, sogra é mãe, e mãe é mãe. Sempre que precisar de uma opinião feminina sincera, sensata e soberana sobre uma piriguete que você está de olho, chame a mamãe para fazer a auditoria. Hummmm.... isso aí é fria, menino. Todos esses truques que ela usa eu conheço de cor, e inclusive funcionaram com o otário do seu pai, então não seja pato, cué cué?

O tal de slut shaming que as manas inventaram é um termo usado para fazer shaming com a equipe de auditoria. O auditor emite um parecer técnico sobre o comportamento de uma piriguete, e a piriguete tenta desqualificar o parecer fazendo shaming com o auditor acusando-o de estar fazendo slut shaming. Meninas adoram um shamingzinho, então estão sempre fazendo shaming enquanto acusam homens de fazerem shaming para que os bofes não notem que quem faz shaming o tempo todo são elas. Segue a seguir uma lista não exaustiva de vários tipos de shaming que as meninas adoram usar por aí.

INTERROMPEDOR SHAMING - Somente mulheres podem interromper homens, então quando um homem interrompe uma mulher, vai sofrer shaming com acusações de manterrupting. 

EXPLICADOR SHAMING - Somente mulheres podem explicar coisas para homens, então quando um macho explica coisas a mulheres, vai sofrer shaming com acusações de mansplaining.

MALUCA SHAMING - Quando você diz que uma maluca é doida, ela vai fazer shaming com você acusando-o de gaslighting. Esse é o popular shaming fé nas maluca, usado para convencê-lo de que ficar perto de doida não é coisa de doido. 

VIRJÃO SHAMING - Mulheres têm horror de homens virgens, pois na opinião delas, papel de gênero masculino é estar correndo em desespero atrás da perseguida delas para inflacionar o preço do seu bacalhauzinho. Se você não come ninguém, isso é menos do que não ter lugar de fala, pois se homem já está sempre errado por ser homem, imagine você que não come ninguém. Esse tipo de shaming é usado para manter machos desesperados correndo atrás de razão. Só o que homens querem na vida é ter razão, e meninas sabem que eles irão fazer de tudo, inclusive correr atrás de pepeca para conseguir, pois ter razão e ter pepeca é exatamente a mesma coisa. Afinal, se o cara está comendo alguém, errado não tá. Estou certo ou tenho razão?

CHICLETE SHAMING - Quer casar só porque comeu alguém. O chiclete é muito grudento e vive da ilusão que mulheres têm a obrigação de querer compromisso só porque fizeram sexo com ele. Chiclete shaming é o upgrade do virjão shaming. Mulher odeia homem que come, depois gruda e não larga do pé. Shaming nele.

SOLTEIRÃO SHAMING - Come as piriguetes e não quer namorar nem casar. O solteirão convicto não entende que só querer sexo sem compromisso é errado. Isso é transformar mulheres em objetos sexuais. Mulher odeia homem que come, desgruda e some. Shaming nele.

ENROLADOR SHAMING - Mulher odeia homem que come, gruda no pé para ficar comendo, mas fica empatando sua vida pois não quer casar nunca. Shaming nele.

COMEDOR SHAMING - Se o cara está comendo muita mulher é porque é bonito, tem um pinto gostoso e um cartão de crédito possante. Filas de piriguetes se enfileiram em desespero para dar de graça para esse cara. Meninas fazem shaming com o comedor para que saia do carrossel e case, mas isso não vai funcionar nunca. O erro das meninas aqui é querer que o cara não tenha razão enquanto elas enchem o cara de razão. Faz o que nessa hora, mano? Ora, se enche de razão e manda pastar. Próxima, please.

SLUT SHAMING - Imagine o que uma multidão de mulheres em uma festa faria ao descobrir que todas foram com o mesmo vestido, bolsa, sapato, cabelo e maquiagem. Ia ser o apocalipse. Quando meninas descobrem que todas têm exatamente o mesmo plano, que é dar de graça fácil para bonitões pintudões com grana na esperança de serem contempladas no concurso da raspadinha premiada, elas surtam. Não há comedores para todas, então começa o slut shaming entre elas na tentativa de depreciar o preço do bacalhau das outras e vencer a concorrência no grito: vadzjei@, intere$$eir@, pir@ña, carreirist@, g@bunda, p00lt@, vác@, queteir@, etc, etc, etc. Se você for homem, não se atreva a usar esses adjetivos carinhosos que as meninas usam para se elogiar entre elas. Homem que faz isso não tem razão, as meninas não vão dar razão para você, e você vai ser alvo de virjão shaming.

Estou certo ou tenho razão? 

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela