Gaúcha Hetero Reloaded

Bumbum guloso sempre leva ferro. Os tios bumbum guloso viram o video da Gaúcha Hetero que quer sair do RS porque aqui não tem macho, não se aguentaram e correram sentar naquela jaca. A coisa virou suruba, eu me emocionei e sentei na jaca também. Resvalei na chapinha, mas foi sem querer. Agora para não passar vergonha vou ter que consertar essa cagada e refazer meu dossiê da Gaúcha Hetero. Essa aí da foto é a tal de Gaúcha Hetero quando era novinha, a prenda hermosa exigente e de nariz empinado que os miguitáu gaudério não chegam. Entendeu a treta agora ou precisa que desenhe? Por garantia, melhor desenhar.


Que nome esse dragãoteen tem na sua terra não sei, mas aqui no Sul a gente chama de assombração. Se ela respirar perto de mim, vou ficar tenso, e se me der oi eu saio correndo. Sou um guri valente, destemido, e sem frescoolra, mas de assombração tenho medo. Se um dia eu estiver chumbado do trago e você me enxergar engalfinhado com uma dessas, pelo amor de Frida, me salve. No outro dia vou acordar, olhar para o lado, ter um piripaque, e não vou nem poder dizer que foi instrupo de vulnerável, pois essa lorota só funciona com as meninas. 

Como costumo dizer, RS não é Brasil. Aqui no sul é padrão zoropeu, mas zoropeu roots, terra de gringo polenta e alemón batáta. O pessoal é bairrista, anda de cara fechada, os xirú são brabo, as prenda são faca na bota, mas é tudo limpinho e arrumadinho. Se na sua terra as Nescau Toddynho só querem saber dos Brad Pitt, isso deve ser um modismo importado das baranga dos Estates. Gaúcho roots é pleonasmo, então essas modernidades de primeiro mundo não conseguem penetração por aqui. Gaúcha baranga de nariz empinado no RS não se cria, então elas pulam no pinto dos feinho mesmo, agarram com força e ainda latem au-au para marcar terreno. Se elas piscarem o olho, aparece outra cachorra melhorzinha e aí já era. Perdeu, playboa.

Essa provavelmente é a história da Laurinha, a Gaúcha Hetero. Ela era uma assombraçãozinha, aí catou um lobisomem do Arvoredo pra cobertor de orelha. Alguém passou a mão no lobisominho dela, e ela ficou sozinha chupando manga e chorando as pitanga. Se olhou no espelho e viu um bagulhinho quase chegando nos trinta que ia ficar pra titia, porque pra juntar um caco desses tem que ter coragem, e criou coragem. Ao invés de sucumbir a modismos baratos e cafonas do centro do país e virar barangopositiva, virou barangativa. 

Fez uma bariátrica, foi pra academia, cortou aqui, aspirou ali, dieta, botox, etc. Depois de uma demorada e sofrida jornada de superação, algo fantástico aconteceu: continuou baranga igual. Não teve jeito, mas ao menos hoje é uma baranga refurbished. De assombração conseguiu fazer um upgrade para mediana, então se você enjeitar a Laurinha depois da atualização do sistema, o exigente é você, não ela. Evidente que agora ela não vai querer um lobisomem do Arvoredo. Justo, afinal, ela fez por merecer, então Frankenstein, lobisomem, Monstro do Pântano e Capitão Caverna acho que não tem chance com ela mais. Antes só do que mal assombrada.


Laurinha tem um canal no Tik Tok¹ com 18K seguidores. Ao contrário das piriguetes de Instagaram, ela não está lá para ouvir que é gostosa, arrancar pix do gado e catar sugar daddy. Ela está lá só pra zoar e promover a barangatividade. Fica zoando com as suas pelancas que sobraram, zoa que fica baranga depois que tira o make de 150 reais, zoa que o seu botox é beleza natural, zoa que os feios tratam ela como bonitos, zoa da vida de baranga encalhada dela, mostra como ela era antes e depois, faz book do seu gato, etc. 

É uma menina solitária, cheia de traumas, medinhos e neuroses, mas ela passa uma mensagem positiva, de alguém que, aos 36 anos, pela primeira vez na vida conseguiu se olhar no espelho e ficar em paz. Enfim, é uma menina autêntica, honesta, humilde, magnânima, virtuosa, cheirosa, correta e centrada. Mas por que ela é assim? Ora, porque é gaúcha. Jamais esperaria menos de uma prenda da minha terra. As guria daqui eu conheço por dentro e por fora, então menos que padrão zoropeu roots por aqui, só as estrangeiras. Tu não é daqui, néam?

Esse video do desabafo dela convocando as gurias é zoação pura, ela rindo dos seus draminhas junto com outras barangativas e simpatizantes. Deve haver outros gaúchos por aí na Internetchê de zoeira tentando fazer piadinha. Se conhecer algum me avisa, pois esses gaúchos são padrão Tangos & Tragédias em busca da verdadeira maionese. De gaudério não espero menos que elegância, excelência, e é claro, muita humildade.

Um dos dramas da mulher gaúcha, infelizmente, é a Gisele Bündchen. Quer saber quem é de fato a Bündchen? A Gi é só uma magrela azeda criada a salame de nariz empinado fazendo cara de nojinho. Aqui na Serra Gaúcha tá cheio. É uma praga, isso cresce que nem inço no meio-fio ali em Canela. Aí a prefeitura apara tudo para deixar a rua padrão zoropeu roots para os turista trouxa que vem pra cá ver neve, mas não neva nunca. É puro marketing essa tal de neve. Aí os turista compram um queijo, um salame, um vinho premium da séra no boteco do alemón batáta, faca de aço inox gaudéria personalizada com seu nominho na cutelaria dos gringo, tiram foto no Caracol, comem um galeto na bodega dos italiano e voltam pra casa faceiro achando que fizeram um baita negócio. Mas bá! Brasileiro é mesmo um bicho estranho.



Os cachorrão daqui só querem saber de picanha gorda, daquelas gringa criada a chucruts com vitamina. Magropositiva, gordopositiva, pode se jogar no chão chorando que caco por aqui ninguém junta. O bagulho é cruel. Facão na cinta, espora na bota, escreveu não leu, o pau não comeu. Dá uma olhada na foto padrão Instagram Model da Giovana Fagundes. Essa prenda não é daqui, néam? Queria só ver a Fagundes tentando impressionar em uma balada das foderosa aqui em POA, já que ela não se rebaixa a chegar em homem e menos que cachorrão cis hetero branco ela não quer.

Assim que as cachorrona da área começarem a aterrisar na pista, vai preteá ozoinho da Giovaninha. Elas andam de gangue, é uma máfia. Quando o entrevero começa elas vem com tudo: vamos lá, guriazzzz!!!! Passam o rodo nos chachorrão cis hetero branco, e se os totó comer mosca, o caldo entorna pro lado deles também. Aqui quando a chaleira chia até o cavalo mia. Não sobra nada, só a Giovana lá no meio chupando manga e chorando as pitanga. Aí volta pro hotel jururu, borocoxô, com o rabinho no meio das pernas postar video de desabafo no Tik Tok:

"Ãein, guriazzzz… não dá mais, néam? Não tem homem nessa cidadjeam!"

Depois dessa desenhada furiosa, se você não entendeu o video da Laurinha Gaúcha Hetero² ainda, aí só vindo para POA para entender. Já aviso que se você vai vir pra cá para meter com as cachorrona da área, você tem que ser cachorrão também. Lobisomem do Arvoredo, Capitão Caverna e Monstro do Pântano elas não encaram, fazem cara de nojinho. É cruel. Assombração não consegue nem chegar perto, pois em volta das cachorrona sempre tem uns au-au brabo fazendo a segurança na esperança de pescar algum refugo. Eles não vão comer as cachorrona, mas tu também não vai, porque Porto Alegre é demais. Como dizia a Bela, Isabela, uma prenda poetisa aqui da minha terra, Porto Alegre é que tem um jeito legal, é lá que as gurias etc. e tal.


Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela