Mission: Impossible

 


Algo que nunca contaram para você é que Tom Cruise é uma fraude. Não existe isso de concluir uma missão impossível. Quando o Tom Cruise completa a missão, ele provou que era uma missão possível, portanto Missão Impossível é um título ilógico para uma série em que já sabemos que Ethan Hunt vai concluir a missão no matter what antes de iniciar as filmagens. Claro que isso não é páreo para a produção do Fantástico, que, ao contrário do medíocre agente secreto tampinha, que só conclui missões possíveis, conseguiu a mágica façanha de concluir uma missão impossível detectando racismo onde é impossível existir tal coisa, no matter what. Fantástico.

Imagine essa cena de cinema: um suspeito negro com foto nos registros policiais está sendo procurado, mas a polícia prende um nórdico loiro de olhos azuis. Depois de alguns meses mofando na cadeia injustamente, por um milagre de Frida, um ser iluminado olha a foto no sistema novamente e constata que houve um terrível engano. O indíviduo tinha ido à praia e estava vermelho feito um camarão, então, por estar bronzeado, foi confundido com o suspeito da foto, que era afrodescendente.

Infelizmente, porque existe racismo estrutural, essa história nunca vai acontecer, pois a polícia é racista e só prende por engano um afrodescendente com base na identificação fotográfica de suspeitos que também são afrodescendentes. Mas se você acha isso muito racista e fascista, aguarde que vai piorar.

Mulheres negras também são presas por engano. Quando a polícia prende uma afrodescendente porque a confundiu com outra afrodescendente que está nos arquivos de fotos de suspeitas no sistema, ela nunca prende uma loira, uma asiática ou um homem por engano. Coincidência? Duvido. Qualquer um com um mínimo de boa vontade vai concluir que, além de racismo, ela foi alvo de machismo, misoginia e opressão de gênero. Não só foi confundida com um afrodescendente por ser afrodescendente, como foi confundida com uma mulher por ser mulher. Isso é crime de confundicídio interseccional. 

Então aí está. Mission: Impossible. Status: accomplished. Nem o impossível é páreo para a produção da Globo, que está fazendo o possível e o impossível para se salvar da ruína com uma sucessão interminável de lorotas jornalísticas sensacionalistas impossíveis de engolir.

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela