Mamadeira de Piroca Culposa

 


Cultura do Estupro. Machismo. Patriarcado.” - Mariana Ferrer em plena audiência tentando intimidar a corte com falsas acusações de que está sendo vítima de opressão patriarcal

Ferrer é uma nazi treinada, como podemos observar na íntegra da audiência de julgamento¹, e seu discurso é idêntico ao que observamos em outras lacraias venenosas que infestam o Facebook e outras redes. Afirmou estar sendo vítima de uma rede criminosa organizada que vende virgindade a milionários, rede da qual as próprias amigas, que negaram sua versão dos fatos, seriam cúmplices. Nenhum milionário precisa envolver-se com o crime para conseguir himens, pois isso hoje em dia se compra no Mercado Livre, e já existem mulheres fazendo recauchutagem de lacre para vender no mercado de semi-novos, mas Mariana insiste que é óbvia a existência da tal rede maligna, coisa que a corte se nega a aceitar pois estão contra ela.

Aqui só há duas alternativas. Ou a menina é uma borderline psicótica fantasiando teorias da conspiração, ou é uma psicopata capaz de mentir de forma extremamente convincente, como Suzane von Richthofen. Em qualquer caso, meu conselho continua o mesmo: não transe com feministas. O próximo arrombado pode ser você. A desdonzelada menina está pedindo um milhão de reais de  indenização ao Café de la Musique. É mais do que conseguiria vendendo o himen a preço de mercado por aí. Nos EUA, sempre há uma indenização marota por trás dos casos famosos de abuso sexual. Lá é um bom negócio pois o critério de prova na justiça civil é mais relaxado, então é irrelevante se o seu conto do vigário vai colar na justiça penal. Na pior das hipóteses, você já abdicou do sigilo processual para alavancar toneladas de likes nas redes e virar uma vítima celebridade, e como a probabilidade de ser punida como falsa acusadora é pequena, o risco do empreendimento é baixo comparado com a taxa de retorno. Evidente que as lacraias trocam entre si informações sobre como aplicar esse golpe e contam com uma gigantesca rede mafiosa de sororidade para lhes dar cobertura incondicional. Temos até literatura sobre o assunto na Amazon², que ensina como usar falsas alegações e explorar as falhas do sistema para enfiar coisas no fifi dos seus desafetos machos e sair por cima como uma Frida lacrosa e vitoriosa.

Ferrer estava publicando no Instagram fotos manipuladas onde aparece nua, certamente para manipular a opinião pública e dizer que estava sendo vítima de machismo, razão pela qual sua conta foi suspensa por ordem judicial. Essas são as fotos "ginecológicas" citadas pela defesa. Em paralelo estava sumindo com outras fotos sensuais online onde não aparece nua, mas que com certeza comprometem sua narrativa insistente de que ela é uma menina virgem e pura, que jamais perderia sua virgindade em uma boate. Enquanto a defesa tentava fazer com que ela dissesse quais eram as fotos manipuladas, a menina negava-se a responder. Para evadir-se das perguntas, parte para ataques falaciosos típicos de lacraias treinadas na arte da prestidigitação argumentativa: acusa a defesa de estar julgando a sexualidade dela, acusa de machismo, promoção da cultura do estupro, o pacote feminista completo. Inclusive ataca o advogado de defesa por ter comentado em momento anterior que em uma das suas fotos sem nudez ela estava "muito bonita, por sinal". Dizer que é bonita é assédio, então um homem com idade para ser seu pai não poderia fazer aquilo. Esse é o momento em que o advogado perde o prumo e diz que não desejaria ter uma filha como ela. Referiu-se à índole da menina, não sua conduta sexual conforme foi sugerido na imprensa.  

Mariana entrou na audiência já tendo falado mal de todas as autoridades envolvidas no caso, inclusive mulheres. Afirmou estar sendo vítima de complô das autoridades, que recusavam-se a receber suas provas. Mais adiante diz que não sabe como produzir as provas que ela diz ter, como o vestido com esperma. Pressionada para apresentar as provas que afirma possuir, desata a chorar, pede por justiça, diz que nem mesmo acusados de assassinato são tratados assim, etc. Essa menina merece um Oscar. Talento puro regado a lágrimas de cocodrilo empoleirado. Se até eu me comovi, imagine quem leu esse trecho na imprensa totalmente removido de contexto para afirmar que a menina estava sendo injustamente massacrada no tribunal. Quando o advogado de defesa exige que você pare de enrolar e apresente as provas que diz no Instagram que têm, isso é muito opressor, um ataque às instituições, um desrespeito às mulheres e uma violação dos seus direitos de fêmea.
 
Para quem nunca viu uma lacraia full throttle em ação, esse é o momento. O video da audiência é material para guardar para futura referência, já que nele podemos ver não só um exemplar padrão de feminista em ação, como observar como feministas manipulam o que acontece em tribunais na mídia para promover a narrativa do sistema contra mulheres, a mesma que Ferrer tentou aplicar no tribunal para tumultuar a sessão e comover os incautos. Incrivelmente a menina exige na corte que o sigilo de tudo seja quebrado para promover "transparência" junto à opinião pública. O que a opinião pública tem a ver com seu caso é um mistério, mas com certeza podemos dizer que, quanto mais material vazar, mais material estará disponível para ser manipulado por ela e pela mídia. Expor os autos não fará com que quem está do lado dela mude de ideia, pois esse pessoal não vai checar os autos. Também não muda nada para quem já não acredita nela, então o que temos é simplesmente uma tática tribal de guerra de informação que tem o objetivo de solidificar as fileiras e promover demonização do lado adversário, que mesmo exposto a uma "torrente de evidências" de que ela é uma vítima, continua malignamente defendendo estupradores. Como disse, uma nazi treinada. Essa tem pedigree e certificado de procedência.

Mais uma vez: não transe com feministas. Você foi avisado.

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela