Vim relatar um assédio...



Amiguinhos, vim por meio deste textão relatar um abuso do qual fui vítima. Não vou denunciar na polícia pois não é uma pessoa famosa. Quem sabe no futuro vira uma BBBete e eu me motive, mas como no momento não vou ganhar nada com isso, vou ficar só no desabafo mesmo.

Estava eu em minhas atividades internéticas diárias quando fui atacado com essa mensagem no Messenger. Me senti invadido, violado, objetificado, um pedaço de carne sem agência e sem direito de dizer não. Fui desumanizado, reduzido a um parecer estético que não solicitei e que foi dado sem meu consentimento. A garota poderia ter elogiado minha nobreza, minha coragem, minha astúcia, minha inteligência, minha cultura, minha prosa, minha sagácia, minha perspicácia, minha coerência lógica, minha criatividade, meu humor, minha lucidez, minha integridade intelectual, minha crocância, minha malemolência, minha humildade, mas não. Me reduziu a uma caricatura sexualizada e unidimensional de pessoa.

Não satisfeita em me ofender com elogios, mentiu descaradamente. Sugeriu que quer "fazer amizades". Rá! Não me engana! Jamais confie em mulheres quando elas começam com esse lero lero, amiguinho. O que elas querem é colocar a mão no seu piu-piu. É isso que nós homens somos para elas. Objetos que usam para satisfazer suas taras sexuais e financeiras. Quando seu piu-piu vem acoplado a um cartão de crédito, elas querem te usar para sexo, mas quando só o que você tem para dar é o piu-piu, aí elas não querem te usar mais. Isso significa que, aconteça o que acontecer, seje o que você sejar, elas vão te oprimir. Ou vão te oprimir porque querem abusar de você, ou vão te oprimir porque não querem abusar de você. É um plano maligno esse das meninas. Muito opressor. Muito.

Por fim, cabe observar que fui vítima de feminismo também. A tal Bruna parou de me assediar assim que informei que sou casado. Mulheres só respeitam outras mulheres mesmo. Assédio, objetificação sexual, feminismo, desrespeito à minha condição de homem, invasão não consentida de espaço digital privado, etc. O mundo online é mesmo muito perigoso para nós meninos. Ainda bem que esse textão vai resolver. Ufa! Estou me sentindo bem mais protegido agora. 

Tremam, barangas opressoras! Não vão nos calar! Piriguetou com um, piriguetou com todxs! 

Postagens mais visitadas deste blog

O Fardo da Mulher Extrovertida

Calabresa Fagundes

A Casada e o Shortinho

Iara Dupont

O Mundo de Cinderela